Embriões humanos já podem ser cultivados por mais de 14 dias!

Por Ricardo Castilho Garcez

Os pesquisadores agora têm permissão para cultivar embriões humanos no laboratório, por mais de 14 dias. Mas o que isso significa? Teremos humanos cultivados em laboratórios? 

Em maio de 2021, a Sociedade Internacional para Pesquisa em Células-Tronco (ISSCR), publicou novas regras que permitem o cultivo de embriões humanos para pesquisa, por mais de 14 dias. Até então, o 14º dia de desenvolvimento embrionário humano era o limite máximo que um pesquisador poderia cultivar um embrião. É importante lembrar que essa regra criava um limite máximo para o cultivo de embriões humanos, mas cada país tem autonomia para decidir por limites menores, ou até mesmo proibir. 

Mas, na prática, o que isso significa? Como seria um embrião de 14 dias ou mais? E, principalmente, por que fazer isso?

A regra antiga limitava o cultivo de embriões humanos por no máximo 14 dias, pois é nessa idade que a gastrulação inicia. É nesse momento que começa a ser definido onde será o lado direito e esquerdo, a cabeça, o ânus etc. Ou seja, o que os cientistas estavam autorizados a ver eram apenas os estágios do desenvolvimento antes da gastrulação. (Fig 1). 

Figura 1: Embrião humano de 12 e 14 dias. Weatherbee et al., 2021

Ver o desenvolvimento embrionário humano além do 14º dia permitirá aos cientistas compreender melhor quase um terço das perdas de gravidez e numerosos defeitos de nascença que podem ocorrer nesses pontos do desenvolvimento. Além disso, esses estágios contêm pistas de como as células se diferenciam em tecidos e órgãos, o que pode impulsionar a medicina regenerativa.

As informações que temos até o momento sobre a maioria dos eventos que ocorrem depois do 14º dia de desenvolvimento humano vêm de modelos artificiais, formados pela manipulação de grupos de células-tronco, ou ainda de extrapolações de acontecimentos observados no desenvolvimento de outros animais. Fazendo uma analogia, é como tentar entender com detalhes como os antigos egípcios construíram as pirâmides, sem poder observá-los fazendo isso. Nós observamos a construção de estruturas parecidas, até juntamos blocos para tentarmos fazer algo semelhante. Isso nos ajuda muito, mas não nos dá a total clareza sobre o processo, permitindo inclusive a formulação de teorias absurdas, como aquelas que envolvem extraterrestres! 

É importante lembrar que poucos laboratórios no mundo têm tecnologia para cultivar um embrião humano por mais de 14 dias. Isso significa que não teremos um grande número de novas informações de imediato, mas muitos países já começam a se organizar para rever suas legislações e capacitar seus laboratórios. Sair na frente nesse tipo de estudo, pode significar sair na frente em tecnologias de regeneração de tecidos e órgãos, sair na frente na cura de doenças degenerativas, entre outros. Note, não só o bem-estar humano e o aumento do conhecimento está envolvido, mas também muito dinheiro! É importante ressaltar que muitos países não apresentam legislação específica para esse tipo de cultivo. No Brasil, por exemplo, o cultivo de embriões é permitido apenas para fins de reprodução humana assistida.

Apesar de muito esperada e comemorada por cientistas, a permissão para ultrapassar a linha dos 14 dias não é uma unanimidade entre os cientistas. A bioética Josephine Johnston (Hastings Center em Garrison, Nova York) afirma: “Acho que é um erro abandonar a regra dos 14 dias e não propor outra regra. Um limite sinaliza que a comunidade científica entende que a sociedade valoriza os embriões humanos e respeita isso”. 

A maioria dos cientistas a favor do fim desse limite de 14 dias não defende que limites não devam existir, mas sim, que de tempos em tempos esses limites sejam revistos. O avanço da ciência e do conhecimento humano traz consigo novas perguntas e novos desafios e, sem dúvida, novos limites éticos devem ser estabelecidos, sejam eles mais rígidos ou flexíveis.

Para saber mais acesse os textos abaixo:

1- What’s next for lab-grown human embryos?

2- Limit on lab-grown human embryos dropped by stem-cell body

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s