A higiene bucal deficiente contribui muito para o câncer de boca

Por Filipe Modolo – Dpto. de Patologia, UFSC

Lactobacilos, fonte: revista Superinteressante.

Os micro-organismos que habitam nosso corpo são muito importantes para nossa saúde. Os exemplos mais famosos de micro-organismos que trabalham a nosso favor são os lactobacilos, que vivem em nosso intestino e são muito importantes para a regulação do trânsito intestinal e, portanto, para nossa saúde geral.

Nossa boca também é muito rica em micro-organismos, com mais de 700 espécies, principalmente de bactérias, que têm papel essencial nas funções da boca. No entanto, essas bactérias, quando fora de controle, também podem causar diversas doenças como a cárie, a gengivite (doença em que há inflamação gengival), a periodontite (doença em que há inflamação gengival acompanhada de perda do osso que envolve os dentes) e, por fim, a perda dos dentes.

Recentemente, cientistas descobriram que… as bactérias da boca também podem contribuir muito para a formação do câncer de boca!

Já foi amplamente divulgado que os principais causadores do câncer de boca são o fumo e o álcool, principalmente quando utilizados juntos. No entanto, um grupo de cientistas do “Tabriz University of Medical Sciences”, do Iran, reportaram que as bactérias da boca também podem influenciar em muito a formação dessa doença, seja por meio da  produção de substâncias carcinogênicas (substâncias causadoras do câncer), seja causando inflamações persistentes na boca.

As substâncias carcinogênicas produzidas pelo metabolismo bacteriano são principalmente as nitrosaminas (produtos do metabolismo normal de diversas bactérias) e os acetaldeídos (produtos da metabolização do álcool e do fumo pelas bactérias), substâncias altamente eficientes na alteração do DNA. Já as inflamações persistentes podem influenciar no aumento da sobrevivência, proliferação e migração das células doentes, ou seja, as bactérias podem auxiliar na iniciação e na manutenção do câncer. As bactérias mais eficientes nesses mecanismos são aquelas causadoras das gengivites e periodontites.

Tais efeitos nocivos das bactérias podem ser minimizados pela adoção de hábitos de higiene bucal simples, principalmente o uso de fio dental e escovação dental pelo menos três vezes ao dia, que ajuda no controle da população de micro-organismos bucais e na manutenção de uma população bacteriana menos agressiva e mais participativa na manutenção da saúde bucal.

Novamente nos deparamos com problemas bucais causados pela higiene bucal deficiente, que poderiam ser facilmente minimizados por campanhas educativas e que trariam uma repercussão altamente positiva não só no caso do câncer de boca, mas também de diversas doenças associadas às bactérias da boca.

Para acessar o artigo original, clique aqui.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s