Células-tronco pluripotentes induzíveis – iPSCs podem realmente ajudar a tratar doenças?

Por Gabriela Pintar de Oliveira                                                                                                  CIPE – Centro Internacional de Pesquisas. Hospital AC Camargo – SP

Gabriela - figuraDesde que foi observada pela primeira vez, em 1665, por Robert Hooke, até os dias de hoje, a célula, a menor unidade formadora dos nossos tecidos e órgãos, ainda desperta o interesse dos cientistas. Mais de 200 tipos celulares formam os tecidos e o mais fascinante disso é saber que toda essa diversidade se origina de uma única célula (o zigoto unicelular, originário da união do óvulo Continuar lendo

Agrotóxicos aumentam o risco de desenvolver a doença de Parkinson

Por Marcelo Farina                                                                                                                                 Prof. do Dpto. de Bioquímica da UFSC

Para ouvir o áudio do texto com o autor, clique aqui.

Marcelo - imagemOs agrotóxicos são compostos amplamente utilizados na agricultura devido a suas propriedades inseticidas, herbicidas e fungicidas. No Brasil, sua utilização tem aumentado significativamente nos últimos anos e este fato parece ser responsável, ao menos em parte, pelo elevado grau de exposição humana a tais compostos. A exposição a uma grande quantidade de agrotóxicos durante um curto intervalo de tempo (exposição aguda) pode causar sintomas bastante evidentes Continuar lendo